sábado, 18 de setembro de 2010

vem comigo

só quero que você, só quero que você
venha comigo em qualquer direção
qualquer canal qualquer sentido
o meu coração quase sem juízo
espera por você pra não correr perigo
esquece tudo e vem comigo
vem comigo
só quero que você, só quero que você
venha comigo milha trilha ilha
são luís meu abrigo
boneca de pano, cera, louça
mil línguas catirina
será sempre minha lenda pra contar
vem comigo
esquece tudo e vem comigo
só quero que você
só quero que você venha comigo
em qualquer direção
qualquer canal qualquer sentido
canta um canto e marca um ponto
de final feliz e vem comigo
vem comigo

1 comentários:

Suzana Martins disse...

Vem comigo, e seja meu abrigo.
vem, cante comigo!
Vamos juntos conhecer a cidade,
desmarcar o encontro com a saudade...
Vem e sejamos felizes!!
Vem comigo...

Lindo como sempre, meu amigo!!!!!!

Beeijos

Postar um comentário