quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

um tal cento de meia-dúzia


era uma vez uma tal rádio
numa tal cidade que tinha
uma tal universidade com
sintonia na tal freqüência
estação fulanos de tal sob
infeliz coordenação duma
tal dupla de dois munida
por uma tal especialidade
peculiar de auto premiar
subjugando atropelando
sem o prévio consenso a
intelectualidade... alheia
tristes moldes decadentes
evasivo pelegrino da lei

1 comentários:

Suzana Martins disse...

Era uma vez um compositor
que brincava e radiar
numa dessas estações
numa estrada a passear.
Um compositor de bossa
um compositor de nova
que cantava no rádio
a versão leve de um rock roll...
Era uma vez um compositor
meio nômade
que de frequência em frequência
chegou na estação certa
de uma rádio que tocava
todas as horas...

beijos meu tão amigo

Postar um comentário