segunda-feira, 11 de abril de 2011

do's amigos



nunca fui da arte política, detesto os politiqueiros,
mas devo confessar minha total simpatia à palavra
sou amigo de las companhias, da boa vizinhança
daquelas de muitas gargantas, cheias de linguas
de três por quatro falando alto ao mesmo tempo
para não restar dúvida nenhuma de que o final
será da plena e total falta do lucro entendimento
por obra do acaso, ou seja, por força do destino
tive que pular, parcialmente, o muro da universidade
justamente quando cai no imenso quintal do mundo
virei sócio do ócio criativo, um amador lirico poetico
não consegui uma vaga no trem socialista cubano
isso me tornou um grande amigo do presidente lula
e ainda que ele não saiba que somos, basta-me ser

1 comentários:

Guilherme disse...

"e ainda que ele não saiba que somos, basta-me ser"

Tenha certeza de que ele sabe que tem muitos amigos verdadeiros como você que o ajudaram a construir o que ele construiu.

Bjo no coração!
Guilherme

Postar um comentário