terça-feira, 28 de junho de 2011

apagão dem-ocrático


abro meu discurso pelas raizes da história 
entranhadas em nossa nobre memória
mesmo contra a autoritária vontade
de velhos e novos sombrinhas da ditadura
afiliados da famigerada rede mídia do cabaré
caros retrgados coronéis de insigneas vencidas
o mestre que atendia pela patente de capitão
era o audaz senhor das caatintas o grande lampião
mas, se fosse da laia de vossas senhorias
de certo que atenderia pelo nome de apagão

0 comentários:

Postar um comentário