terça-feira, 26 de julho de 2011

tantas coisas


tocamos tantas coisas sem olhar
olhamos tantas coisas sem tocar
mas um facho de luz dentro da noite
iluminou você e eu notei
na fina transparência uma beleza
rosto da mulher que eu sonhei
falamos tantas coisas sem sentir
sentimos tantas coisas sem falar
mas um raio de sol no infinito
mostrou os nossos corpos a rolar
você pode olhar e também me tocar
posso então sentir e também lhe falar
eu tenho tantas coisas pra falar
mas as palavras fogem na hora
me resta só telefonar e dizer
amo você

0 comentários:

Postar um comentário