terça-feira, 29 de maio de 2012

resenhando



definitivamente podemos esquecer tudo diante das mesmices desqualificadas
que a mais de quarenta anos se prestam ao entretenimento da mediocridade
e tem quem diga do acento dos meios pelos seus, ser o baluarte do jornalismo
ora... jornalista serio é um feito raro nos dias atuais de negociatas vitalícias
é imprescindível separar o compromisso desses interesses próprios e escusos
com eles não há homogeneização passível de arte consequentemente o êxodo
futebol é arte! pronto final. de arte não vivem os que pontuam com a mídia
as lentes de foco financeiro podem até manusear as suas imagens cooptadas
estabelecendo enquadradas comparações descabidas em nome de liberdade
mas, que por fim jaz nas empáfias da viciada ciranda por matérias de capa
caros encabrestados por trás dos microfones dessa comunicação maquiada
distante desses autofalantes preconcebido por licenças duvidosas, vos digo:
garrincha é garrincha, pelé é pelé e ás são ases. o resto!? o resto se esconde
subscrito no pretexto dos acordos mafiosos de direito exclusivo de imagem
mas, devo confessar que não há como negar que o menino é bom de bola!
igual a tantos que também deram o ar de suas graças em nossos gramados
e tornaram-se grandes jogadores uns mais outros menos sob vossas miras
descomprometidas com grama, de olho na grana, esmiuçando os borderôs
tristes e arrogantes em seus costumes obedientes de seguir pela via patrão
ainda sim contudo devo confessar:  esse menino realmente é bom de bola!
quanta cadência, malemolência, gingado, visão de jogo, e é só um menino!
corta o vento, chuta com os dois pés, um goleador nato, e é só um menino!
será um novo ás? fico a imaginar seus dribles pela arrumação de palavras
do saudoso mestre armando nogueira, gênio de magica narrativa insólita
mas, devo lembrar: no começo houve lapso nos ajustes de comportamento
um talento refletido no avesso de um moleque brigão um menino mimado
com relação aos adversários, juízes, companheiros, técnicos, torcida, etc.
e de repente! ficou bonzinho num “plim plim” dos que aceleram o tempo
volto a repetir para essa rede de associados picaretas, esse tipo de receita
que enriquece poucos, e empobrece milhões, é que deveria ser investigado
enquanto a bola passar pela rede do armarinho todo jogo será manuseado
quanto a pergunta sobre o menino bom de bola? o tempo deve responder
mas, garrincha é garrincha, pelé é pelé e ás são ases. o resto!? o resto é...

0 comentários:

Postar um comentário