quarta-feira, 18 de julho de 2012

o furto





homem, única espécie do reino real
que mesmo sendo exposta pelo avesso
não se pode afirmar a que veio
a desigualdade é nata do ser, não do estar
todo pensamento é incondicionalmente livre
ainda que torpe, são torpes os que condenam
a arte esta no ar raro é respirar
há quem diga que não interessa quem cria
que o que vale mesmo é quem executa
ora! são por esses executa dores
que a vida segue sendo executada
pela ficção da estória repito:
quem não tem folclore
sobrevive da história alheia...

0 comentários:

Postar um comentário