quinta-feira, 30 de agosto de 2012

maria e joão


perdi o encanto por um canto qualquer do conto
se canto magoas é por que estou farto...
dá um desconto!
eu ando meio assim sem encantos
devo até confessar
que meu humor, ultimamente, se veste de breu
não me interessa mais a maria e o joão
com dedos finos pelos buracos das fechaduras do mundo
sem essa que todo buraco jaz na china comunista
gosto mesmo é do comum a todos
prefiro joão e maria fazendo passeatas revolucionárias
por becos e ruas, com balas na ponta da língua
sem essa de paz e amor, maria, maria!
o tempo só enferruja o gatilho dos fracos
tem mais é que fazer a desconstrução do gerador, seu joão
geração coca cola é cola de sapateiro nas ventas
a novela é cega que nem cera de vela nos quentes do olho
noutro dia vi joão agachado no exercício de desmanchar uma televisão
consciente de que se desfazer de imagens castradoras
é abrir caminhos, pôr sol nos horizontes
para não chorar com maria as dores de que o crime compensa
a falta de opinião enche baldes de ladrões
pelo ladrão se esvai água
a sede mata!
mata toda maria e joão
e, também, mata josé...

0 comentários:

Postar um comentário