sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

# e, aí 5!...



na minha terra tudo é a baba de “sir pestana lote”,
assim como que nem cuspe de rejuvenescer!
os brotos colares brancos de guarnecer pescoços picaretas
são selecionados a dedos no saco aquecido da oligarquia
para alimentar a lenda muquirana das pergunta-ações...
ai jesus! “quantas pontas tem o boi pentágonos?”
e os jumentos ativos seguem a puxar as carroças
enquanto os passivos perdem seus dentes
a cada açoite dado no ar-rebote do lombo quadrúpede
mas sem nunca encher seus fecais bolsos vadios
“tem não!” isso é produto de prateleira...
a distribuição jaz, ninguém faz soma perdida...
e se o francesinho não sabe ao certo o que é difusão
tão pouco o regulado mini chico conhece o caminho da arte
então que se dane as patentes das partituras copiadas
pois no inferno o negócio é musiquinha
tudo é um só desconjuro de imposição sarnenta
herdado da moléstia, seita macabra da divisão quantitativa
e, desde já, fica dito pelo posseiro do mar
que se a convenção não berrou na vistoria
pode-se, por poder interpretativo, escaldar o miado gatunos
tudo pela remedição “em-burlada” da receita formulista...
de que um sobre dois é meio de conformação
já, três por quatro é como foto de lambe-lambe
chupa essa “pélasaco” porque o capeta não é babão
e como é que fica nos cinco?
grade neles...
mas, se for esse tal # e, aí cinco?!...
huuum!!! isso é informação de quadrilha
até besta bolado já sabe desse assunto,
agora, deixando ressurreição da conspiração de lado
é bom lembrar que!
os pebas num querem mais pimenta
tenho dito,
e pt saudações...

0 comentários:

Postar um comentário