quinta-feira, 8 de maio de 2014

mal dito


devo em primeira mão confessar
essa minha inclinação discordante
a certos engomados ditos populares
a certas frases de cunho impactante
que na labuta corriqueira do boca a ouvido
num mal ditado endossado pela cartilha
ajudou a eternizar esse medíocre cotidiano
do vale tudo ainda que não pese o vazio
ah minha saudosa avozinha! de quatro ou dobrado, 
a ocasião que faz o ladrão é mandato...
que me desculpe profundamente seu nelson
no pleno êxtase da sua dramaturgia
mas a franqueza quase e sempre
esbarra na fraqueza dos furtadores da arte
homens de bem não necessariamente
deveriam ter a ousadia dos canalhas
a um canalha só lhe resta o consolo de outro
numa escala subserviente que se escora na lei
culpar o judiciário pelas inoperâncias escusas
quando o feitor atende pelo nome de legislativo
é o mesmo que lançar palavras ao vento
elegendo a chibata como justiça social
há de se dar nome aos vagabundos de toga
para condenar os verdadeiros colarinhos chiques...

0 comentários:

Postar um comentário