segunda-feira, 9 de agosto de 2010

aprendiz

“muitas vezes por não saber, o saber
me assusta, mas segundo o saber
é preciso primeiro não saber”

2 comentários:

Suzana Martins disse...

Fico na alegria do saber que abraçar as suas palavras é o saber mais exato que eu tenho!!!

Beijos meu tão amigo Arrumador de Palavras!!!^^

Guilherme disse...

Gostei do texto, Zé!
Bem legal ;-)

Bjão no coração,
Guilherme

Postar um comentário