segunda-feira, 29 de novembro de 2010

tristeza


"a tristeza as vezes é como
um intenso, fino e cortante
florete que por tão penetrante
só me resta o desejo
de que ela num rompante
perfure, extravase
e esvazie-se de mim"

3 comentários:

Suzana Martins disse...

Meu tão amigo Arrumador de Palavras, como vc é sábio!! Como vc arruma tão lindas palavras!!!^^

Espero que a tristeza que mora aqui extravase e vá para longe de mim!!

beijos, meu tão amigo Arrumador de Palavras!!

Guilherme disse...

Esperamos de fato que a tristeza esvazie-se de todos nós, mas ela é necessária em "pequenos e esporádicos cortes", para que possamos assim desfrutar dos momentos bons e encher-nos de felicidade.

Beijo no coração!
(Daqui a pouco quem vira poeta sou eu, hehehe)

Anônimo disse...

triste e lindo,é exatamente o que sinto agora.

Postar um comentário