segunda-feira, 31 de maio de 2010

mais

é como se já estivesse em mim
é como se eu desenhasse em sonhos
é como precisar respirar viver
transpirar o mar recriar você a todo momento
é como se já revelasse à tempos
é como se eu soubesse decór
é como resgatar do ar palavra
regar a língua ao pé do ouvido imaginar você sorrindo
é como se eu perdesse o velho medo
é como abrir a guarda ao seu sentido
é como descobrir tão fácil o gosto
difícil é decifrar tanto querer
te amo bem mais do que possa imaginar
em cores que não vão definir
elas saem de mim sem nome
te amo ao longe em qualquer direção
tão perto demais no coração
nos olhos na voz ao som de um beijo


1 comentários:

Suzana Martins disse...

É como escrever em sonhos e marcar corações!!

Lindo meu grande amigo!!

Sou fã demais das suas palavras sempre tão bem Arrumadas!!!

BEijos

Postar um comentário