quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

sobre verdades



talvez seja necessária a afirmação das dúvidas
para que sejam revistos certos conceitos pré-estabelecidos
por aqueles que detém o poder da tinta que consolida o som
preponderando-se como avaliza dores de destinos
nos seus bravateiros jargões revestidos pela chibata
seria como um mergulho profundo pela história dos homens
a indagar a morte antecipada de bruces de jonhs de gandhis
entre outros chicos assentados nos campos urbanos e rurais
mas é de vital importância estimar o valor da boa conduta
pela total e imprescindível abstenção dos olhares unânimes
acostumados pelo temporal a acreditar nas luzes artificiais
debruçados sobre verdades absolutas a pré-julgarem o alheio
sem nunca perceber que a realidade são fatos consumados
cabíveis a qualquer interpretação ainda que forjada ao coletivo
saber contestar o orador é fazer valer o exercício oração social
ninguém é alguém sozinho, tão pouco o dono da razão
subestimar a inteligência do outro emprenha redemoinhos
como no jogo entre cartas e fichas a correr sangue cifrado
porque a mão que se diz perfeita por vezes não resiste ao blefe...




1 comentários:

Unknown disse...

muito bom!!!

Postar um comentário